5 dicas para ter uma vida saudável na terceira idade e usufruir do que poupou

Saiba que, para chegar lá, o planejamento financeiro e a disciplina na hora de poupar são importantes

Chegar à maturidade com um bom dinheiro aplicado e passar os últimos anos de sua vida em uma condição estável, tendo um rendimento que cubra com folga as suas despesas do período. Esse é um dos sonhos que você cultiva para o futuro? Pois saiba que, para chegar lá, o planejamento financeiro e a disciplina na hora de poupar são importantes. Mas não bastam. Se quiser realmente usufruir de tudo o que guardou, garantindo qualidade de vida para você e sua família, há muitos outros cuidados que devem ser observados desde já. E que vão muito além dos números que podem ser acompanhados pelo extrato bancário.

Estamos falando de bons hábitos, que promovem a saúde e evitam (ou, pelo menos, adiam) o aparecimento de doenças, mesmo aquelas típicas do processo de envelhecimento. Afinal, de que adianta garantir uma ótima aposentadoria se você não tiver uma boa condição física e mental, fôlego e energia para se dedicar a tudo o que gosta, quando amadurecer?

A boa notícia é que, com pequenas mudanças no estilo de vida, é possível alcançar essa meta. Confira uma seleção de cinco orientações de saúde que vão trazer benefícios hoje e ainda garantir um futuro melhor:

1) Pare de fumar

Atualmente, a principal causa de morte no Brasil são as doenças cardiovasculares. E fumar aumenta muito o risco de sofrer de problemas de coração. Por isso, quem ainda cultiva esse péssimo hábito deve buscar todo o auxílio necessário, até conseguir parar.

2) Coma direito

Segundo a nutricionista Paula Fernandes Castilho, o mais importante é evitar dietas radicais, que prometem a perda de muito peso em um curto espaço de tempo. Em vez disso, vale comer de tudo um pouco, diversificando ao máximo as fontes de nutrientes, sem exagerar na porção. A missão fica mais fácil quanto mais a alimentação é fracionada. “O ideal é fazer pequenas pausas para alimentar-se, pelo menos cinco vezes por dia”, diz a nutricionista.

3) Escolha bem o que põe no prato

Além de mudar alguns hábitos à mesa, é bom mudar algumas escolhas na hora de montar o seu prato. O ideal é caprichar nos legumes, frutas e verduras, bem como nos alimentos integrais. Já os alimentos industrializados, como bolacha, salgadinho e refrigerante, devem ser evitados, tanto quanto os embutidos, frituras, as carnes gordas, os enlatados e os doces. Na dúvida, leia os rótulos e corte os que tiverem muita gordura, açúcar ou sódio.

4) Mexa o corpo

 “Uma atividade física bastante acessível e que praticamente não tem contraindicações é a caminhada”, diz o médico epidemiologista Aluísio Barros, membro do Centro de Pesquisas Epidemiológicas da Universidade Federal de Pelotas (RS). Vale andar em um parque ou mesmo na rua, em uma velocidade que seja suficiente para suar, mas sem ficar ofegante. Outras atividades interessantes para a manutenção da boa saúde são a corrida e natação. Mas o ideal é passar em consulta médica antes de iniciar e ainda contar com o acompanhamento de um profissional da área de educação física durante a prática.

5) Vá sempre ao médico

 Algumas das doenças mais comuns em nossa época, como é o caso da hipertensão e do diabetes, podem se instalar de maneira silenciosa e agravar-se muito rapidamente. Daí a importância de consultar um médico regularmente, para fazer os exames de check up. A maior parte desses problemas de saúde, quando detectados precocemente, são tratados em menos tempo, com procedimentos menos invasivos e maiores chances de sucesso.

Tags: aposentadoria qualidade de vida saúde terceira idade

Veja mais