Boleto vencido? É possível renegociar a fatura

Seja qual for a situação, vale a pena entrar em contato com a empresa de quem você comprou o produto ou serviço e negociar

Não importa se você se esqueceu de pagar a conta em dia ou se não tinha dinheiro para quitar o débito. Se o boleto venceu, haverá cobrança de juros e multa. Seja qual for a situação, vale a pena entrar em contato com a empresa de quem você comprou o produto ou serviço e negociar. A iniciativa só traz vantagens.

A primeira delas é a possibilidade de obter juros menores e, consequentemente, diminuir o valor final do pagamento. Ao conversar com o credor e expor a sua situação, você também pode conseguir um prazo maior para quitar o débito, e também pode negociar uma mudança na data de vencimento dos boletos.

“Quem negocia nesse tipo de situação geralmente sai ganhando, porque o credor precisa receber. Para ele, é melhor ter certeza de que terá em mãos pelo menos uma parte do que foi acordado em vez de correr o risco de não receber nada”, afirma o educador e planejador financeiro Pedro Braggio.

Se o boleto vencido for referente a um serviço prestado, como água e luz, a recomendação dos especialistas é manter o pagamento do mês corrente em dia, mesmo que a fatura do mês anterior esteja em atraso, para evitar o corte do serviço. Depois, é só entrar em contato com o credor para negociar a que venceu no mês anterior. Para ter mais sucesso na negociação, o ideal é não adiar o problema. Quando a conta chegar e você concluir que não vai conseguir pagar, o melhor a fazer é entrar em contato com a empresa e negociar.

O contato com o credor pode ser feito por telefone, internet ou até pessoalmente, dependendo da origem do boleto. A maioria dos prestadores de serviços têm departamentos dedicados à renegociação de dívidas. Porém, um cuidado importante: numa negociação por telefone, tenha papel e caneta em mãos, para anotar o número do protocolo de atendimento. “Isso prova a sua intenção de resolver a questão. É a comprovação de que está buscando o credor para solucionar o problema e que não quer ficar em débito indefinidamente”, afirma Gotlib.

“Alguns consumidores podem sugerir uma renegociação para pagar o saldo antecipadamente e obter um desconto. Nesse caso, a argumentação fica mais fácil”, diz o especialista em finanças e economia André Massaro. A vantagem de liquidar a dívida à vista é fugir do pagamento de juros. Agora, quando não é possível fazer isso, também vale a pena recorrer ao parcelamento.

Tags: boleto consumo crediário direito do consumidor Dívidas e Financiamentos

Veja mais