Comece seu planejamento financeiro

Reserve alguns minutos para analisar sua situação atual e se organizar

O primeiro passo é saber exatamente como está a sua saúde financeira. Não custa nada reservar alguns minutos para analisar de forma honesta a sua situação atual. Quanto (e o que) você tem, e quanto você deve? Pegue uma caneta e escreva tudo no papel. Em um lado da página, liste tudo o que você possui, e no outro, as suas dívidas.

O que possuo?

O que devo?

Dinheiro vivo

 

Financiamento da casa

 

Conta Corrente

 

Financiamento do carro

 

Poupança

 

Empréstimos

 

Imóveis

 

Dívidas no cartão

 

Terrenos

 

Outras dívidas

 

Carros

     

Investimentos

     

Outros bens

     

TOTAL

     

Some todos os itens em cada lado da página e, por fim, subtraia o total de suas dívidas do total que você possui. O balanço é positivo ou negativo? Não se assuste se sua situação estiver negativa, o importante é que você começou a se organizar para ficar no azul.

 

Priorizando seus objetivos
Qual rumo você quer que sua vida tome? Reserve um tempo para listar tudo aquilo que você deseja, tanto em um futuro próximo quanto em um prazo mais longo, e que requer que você poupe ou invista para tornar real. Aí vão alguns exemplos:

  • Sair de casa, caso ainda more com os pais
  • Dar uma entrada para sua casa própria
  • A viagem de seus sonhos
  • Um carro, uma moto
  • Pagar por um curso superior (o seu, o de seu companheiro(a), o de seus filhos)
  • Preparar-se para uma aposentadoria confortável
  • Criar seus filhos
  • Resguardar-se para uma eventual emergência médica ou de outra natureza
  • Proteger-se do desemprego
  • Cuidar de seus pais

Faça sua própria lista e reflita sobre quais objetivos são mais importantes para você. Coloque os itens mais importantes no topo de sua lista.

Para cada objetivo, estabeleça o prazo você tem para atingi-lo. Seja realista em sua expectativa, não adianta decidir que você tem 6 meses para adquirir sua casa própria sem que haja condições para isso. Cada item exigirá que você escolha uma maneira de poupar ou investir que se adeque ao prazo estabelecido.

Conheça suas despesas e suas fontes de renda
O próximo passo é detalhar todas as suas fontes de renda e todas as suas despesas mensais. Só assim você conseguirá determinar o que é necessário e o que pode ser cortado, com o objetivo de criar uma sobra mensal que contribuirá para a realização de seus sonhos.

Planeje-se para poupar uma parte de seus rendimentos. Considere este dinheiro como uma despesa fixa, destinada a garantir os objetivos que você traçou no passo anterior. De preferência, cumpra com esse compromisso logo no início do mês, ou logo após receber o seu salário. Não espere para ver o quanto vai sobrar só no final.

Muitos bancos permitem que você planeje depósitos mensais automáticos em contas de poupança e outros investimentos. Uma dica é aderir a um destes serviços para não se esquecer de poupar.

Despesas mensais

Poupança

 

Investimentos

 

Parcelas de financiamento imobiliário

 

Parcelas de financiamento do veículo

 

Parcelas de empréstimos

 

Aluguel

 

Eletricidade

 

Gás

 

Telefone fixo

 

Telefone celular

 

Água

 

Impostos

 

Despesas do lar

 

Combustível

 

Transporte público

 

Seguro-saúde

 

Outros seguros

 

Educação

 

Lazer

 

Empregada doméstica

 

Babá

 

Cuidadores de idosos

 

Outros

 

TOTAL

 

Fazendo o dinheiro sobrar
Infelizmente, não há fórmula mágica para fazer o dinheiro sobrar. Se você gasta mais do que ganha, é hora de rever suas despesas e cortar aquilo que for desnecessário.

Se você foi detalhista no passo anterior, é bem provável que tenha ficado surpreso ao ver que pequenas despesas do dia-a-dia  acabam representando uma boa quantia que poderia ser economizada.

No caso de não ser possível cortar mais nenhuma despesa, comece a pensar em como gerar novas fontes de renda. Mas lembre-se de não cair nas famosas promessas de dinheiro fácil que circulam por aí na Internet. Um bom patrimônio é construído ao longo do tempo, com trabalho e responsabilidade financeira.

E agora?
Este artigo cobriu apenas os passos iniciais de uma longa jornada. Uma vez que você tenha garantido uma sobra no final do mês, por menor que ela seja, é hora de investigar as melhores aplicações e investimentos para fazer o dinheiro trabalhar por você. Parabéns por ter dado o primeiro passo para a realização de seus sonhos!

 

Tags: finanças orçamento planejamento financeiro receitas

Veja mais