Como a ansiedade afeta sua saúde

O impacto das nossas emoções vai muito além dos pensamentos e tem efeitos em todo organismo

Um levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que 9,3% da população brasileira sofre com algum tipo de transtorno causado pela ansiedade. O índice, três vezes maior que a média mundial (3,6%), coloca o Brasil na liderança do ranking da América Latina.

Quando a ansiedade aparece em um grau controlável, em episódios isolados, podemos considerá-la um sinal de alerta, mas quando os sintomas comprometem o bem-estar, é preciso buscar ajuda profissional. Crises de ansiedade provocam reações em todo organismo, conforme lista a seguir:

Efeitos no sistema nervoso
O stress crônico interfere no funcionamento dos neurotransmissores localizados no córtex pré-frontal, causando a perda de memória. A ansiedade acarreta em danos para a saúde do sono, o que pode desencadear inúmeros problemas de saúde.

Efeitos no aparelho respiratório
Stress e ansiedade no local de trabalho são conhecidos como gatilhos para o desenvolvimento de asma. Além disso, o stress durante a gravidez também pode aumentar o risco de a criança nascer com problemas respiratórios.

Efeitos no aparelho circulatório
Vários estudos vinculam o stress ao aumento do risco de ataques cardíacos, hipertensão e outras doenças cardiovasculares.

Efeitos na pele
Ataques de eczema e psoríase têm relação direta com altos níveis de stress e ansiedade. Os efeitos são sentidos em nível celular e podem causar envelhecimento precoce interno e externo. A ansiedade desencadeia mudanças no DNA dos glóbulos brancos, afetando o comprimento dos telômeros – quando desgastados, reduzem as chances das células se renovarem e, então, ocorre o envelhecimento.

Efeitos no aparelho digestivo
Crises de ansiedade podem causar o desequilíbrio da flora intestinal, causando diversas doenças no sistema digestivo. Além disso, a ansiedade pode aumentar os níveis de cortisol no organismo, o que pode acarretar, entre outros efeitos, em ganho de peso.

Algumas técnicas para diminuir a ansiedade e viver melhor:

  • Meditação: a prática tem ganhado vários adeptos ao redor do mundo. A busca pelo equilíbrio mental diminui o stress, relaxa corpo e auxilia na concentração para quaisquer atividades cotidianas. Não sabe por onde começar? Existem aplicativos, como Insight Timer, que podem te ajudar a meditar.
     
  • Atividades físicas: inserir exercícios físicos diariamente, mesmo que sejam por 40 minutos, traz benefícios para o corpo e a mente. A liberação da endorfina ajuda a controlar os níveis de ansiedade.
     
  • Música: quando se sentir muito agitado, experimente escutar uma sequência de músicas mais calmas e relaxantes. Aprender a tocar um instrumento também pode ser um grande aliado.
     
  • Tenha um diário: ao fim de cada dia, procure registrar o que aconteceu, quais emoções e sensações físicas você sentiu. O exercício vai te ajudar a identificar suas reações diante das situações boas e ruins e ter uma leitura melhor de suas emoções.
     
  • Adote um pet: cuidar de um animal de estimação é praticamente uma terapia. Estudos mostram que o contato com os bichinhos ajuda na produção de serotonina – hormônio que te ajuda a ficar mais relaxado.
     
  • Abrace uma árvore: 20 minutos diários de caminhada ao ar livre já mudam o humor de qualquer pessoa. Experimente!

Fonte: Health Central

Tags: ansiedade atividade física meditação Prevencao qualidade de vida saúde stress terapias alternativas

Veja mais