Dicas para economizar em uma viagem internacional

Descubra como um bom planejamento e as escolhas certas diminuem os seus gastos em uma viagem internacional

Se por um lado, a recente desvalorização do real frente outras moedas diminuiu o pode de compra dos brasileiros no exterior, a queda do dólar, depois de sucessivos aumentos, encorajou aqueles que desejavam fazer uma viagem internacional, mas haviam adiado os planos.

Em períodos de alta instabilidade, quando é difícil fazer qualquer previsão sobre as taxas cambiais, economizar durante uma viagem internacional pode parecer difícil, mas com algumas dicas simples é possível aproveitar o que o destino escolhido tem a oferecer e, o melhor de tudo, gastando menos. O primeiro segredo é planejamento, e os próximos você acompanha a seguir:

  1. Evite viajar na alta temporada
    Assim como qualquer viagem, as internacionais custam mais caro quando o destino é muito procurado, o que eleva o preço da passagem, hospedagem, alimentação, etc, principalmente na alta temporada. Uma dica simples para economizar é programar a viagem para a baixa temporada, época em que, além de preços mais baixos, é possível, ainda, ganhar descontos consideráveis em muitos serviços.

 

Outro fator positivo  quando se viaja  nesse período é poder aproveitar o lugar e suas atrações de forma mais clara e prazerosa, praticamente como um morador, já que a quantidade de turistas é consideravelmente menor.
 

  1. Compre passagens aéreas com antecedência
    Grande parte dos gastos de uma viagem internacional está relacionada às passagens aéreas, e o segredo para conseguir as melhores taxas é pesquisar com antecedência. Comece a sondar os valores de todas as companhias meses antes do embarque, mas calcule uma margem entre as datas. Muitas vezes, as empresas oferecem passagens a preços bastante reduzidos com uma diferença pequena de dias entre uma opção e outra.
     
  2. Saia do Brasil já com uma ideia de roteiro
    Se essa não vai ser a primeira viagem para o país destino, fazer um roteiro antes de embarcar com os lugares a visitar e coisas que deseja fazer, pode ser uma tarefa mais simples, mas se é sua primeira experiência no exterior, fique tranquilo, também é possível planejar-se.

Converse com pessoas que já tiveram a oportunidade de ir ao país que você escolheu, pesquise o que de melhor ele oferece e, de acordo com a sua disponibilidade, monte um guia para todos os dias de sua viagem. Dessa forma, além de você otimizar tempo, é possível programar os gastos e evitar surpresas desagradáveis, como gastar mais do que poderia, ou então deixar de fazer coisas para não estourar o orçamento.

4.Escolha levar dinheiro em espécie

Depois de traçar o seu roteiro de viagem, é hora de pensar na melhor opção de logística financeira para sua viagem. Apesar da comodidade dos cartões de crédito internacionais, o IOF de 6,38% cobrado a cada operação no exterior os torna uma opção extremamente desfavorável, principalmente para quem quer economizar durante a viagem internacional, ainda mais se você for para países que tem o dólar local. Como ele sofre grandes oscilações em curtos períodos de tempo, ainda é preciso lidar com a incerteza sobre o valor que será cobrado na fatura do cartão de crédito, já que a cotação válida para conversão do dólar é a do dia do fechamento da mesma.

 

Por isso, com uma estimativa dos gastos locais, planeje-se para comprar dólar turismo em espécie. O IOF cobrado no momento da compra é de apenas 1,1%, o que já ajuda a diminuir consideravelmente os gastos com a viagem. O ideal é que, com antecedência, você faça o câmbio aos poucos, aproveitando os dias em que a cotação estiver favorável. Faça simulações virtuais sempre que puder, e fique atento às melhores taxas do dólar turismo para fazer boas compras.

Fonte: Agência Emarket

Tags: organização financeira planejamento financeiro qualidade de vida viagens

Veja mais