Manter a geladeira organizada pode ajudar até a economizar

Qual foi a última vez que você deu uma arrumada caprichada na sua?

Para quem é naturalmente organizado, manter a casa em ordem não é uma tarefa complicada. Mas com a correria do dia a dia e todas as manutenções que uma casa ou apartamento demanda algumas coisas acabam sendo negligenciadas, como a geladeira, por exemplo. Qual foi a última vez que você deu uma arrumada caprichada na sua?

Uma geladeira em ordem significa economia não apenas de espaço, mas de dinheiro. Dessa maneira, você evita que seus alimentos estraguem rapidamente. Afinal, há espaços dentro da geladeira que atingem temperaturas diferentes, mais ou menos adequadas a cada item que se pretende armazenar.

A organização também pode representar um gasto menor com energia, pois o motor da geladeira não precisará trabalhar mais para manter na temperatura certa alimentos que estão guardados no lugar errado. Além disso, quanto mais rápido você encontrar o que precisa lá dentro, menos tempo com a porta aberta e, consequentemente, menos gastos com a conta de luz.  

Com a orientação da nutricionista Larissa Martins Tanus, do programa Alimente-se Bem do Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP), vamos dar um passo a passo para você manter a sua geladeira organizada e ainda proteger o seu bolso de gastos desnecessários:

Primeiro passo - limpeza
Antes de qualquer coisa, é importante limpar bem a sua geladeira, para evitar a proliferação de bactérias e a contaminação dos alimentos. Você só vai precisar de um pano limpo e de uma mistura de água com algumas gotinhas de vinagre. Use-o para limpar o fundo, as prateleiras e a gaveta, tendo o cuidado de não deixar passar nenhuma área sem higienizar, por menor que seja. Repita esse procedimento pelo menos a cada 15 dias.

Segundo passo – distribuição
Guarde os alimentos de acordo com a temperatura de que necessitam para manter o sabor e a textura conservados e ainda diminuir o risco de contaminação.

  • Prateleira de cima: esta é a área mais fria e que sofre menor variação de temperatura. Use-a para acondicionar os alimentos mais perecíveis, tais como carnes cruas temperadas e que vão ser consumidas no mesmo dia, leite, queijos, iogurtes, manteiga e patês.
  • Prateleiras do meio: aqui vão ficar os alimentos prontos, incluindo as sobras das refeições, sempre acondicionados em recipientes apropriados e nunca nas panelas. Também vale deixar nessa parte da geladeira os alimentos em fase de descongelamento, em vasilhas, e os ovos crus, guardados em cestinhas.
  • Prateleira inferior: ela pode armazenar os alimentos que necessitam de pouca refrigeração, como as frutas maduras e já cortadas, pães e outros itens que não estragam com tanta facilidade.
  • Gaveta: ideal para conservar legumes e verduras frescos. Os vegetais devem ser guardados em sacos plásticos bem fechados, para que durem mais.
  • Porta: esta é a área que mais sofre variação de temperatura. Portanto, só dá para guardar nestes compartimentos bebidas, geleias, vidros de conservas e condimentos, como maionese, ketchup e mostarda, sempre em suas embalagens originais.

Passo 3 - organização
Arrumar a geladeira por dentro ajuda na rápida localização do que se quer pegar. Para ajudar, sempre que possível use potes transparentes, de plástico ou vidro - assim fica fácil ver o que tem no vasilhame, sem ter que abri-lo. Empilhe-os juntos, na mesma prateleira, para otimizar o espaço.

Outra estratégia é lançar mão de cestinhas ou bandejas para agrupar os itens que costuma usar numa refeição específica do dia, o que facilita na hora de servir e de guardar. Para o café, por exemplo, faça um conjunto com a manteiga, a geleia e o requeijão.

Usar etiquetas para indicar o que há dentro dos potes com alimentos e os prazos de validade de cada um deles, tanto nos itens de geladeira como nos de congelador, é outra dica para manter a geladeira organizada.

Tags: alimentação economia gasto de energia organização qualidade de vida

Veja mais