Passo a passo: Horta em casa

Cultivar seus temperos e hortaliças faz bem pra saúde e pro bolso

Ter um temperinho, legumes e verduras frescos sempre à mão pode até parecer coisa de quem mora em sítio. Porém, se na sua casa há um cantinho onde as plantas podem receber sol durante a manhã, um vaso e algumas mudas, já dá para improvisar a sua própria horta. Com isso, além de garantir produtos mais fresquinhos, você economiza nas compras do mercado - e pode até descobrir um novo talento. Veja dicas de como construir a sua própria horta e confira o passo a passo ensinado pelo engenheiro agrônomo Caio Katsuiti Aihara, parceiro da loja Valentina Flores e Presentes, em São Bernardo do Campo (SP).
 

Escolhendo o espaço
Se você tem quintal em casa, pode aproveitar a área. “Não existe espaço mínimo para se fazer uma horta, dá para cultivar em qualquer cantinho, desde que pegue sol. Porém, se a ideia é abastecer a geladeira com legumes e verduras, calcule 5 m2 por pessoa”, diz Sidnei Harada, engenheiro agrônomo e professor de paisagismo do Instituto Brasileiro de Paisagismo, em São Paulo.

Esse espaço é suficiente para fazer os canteiros, os caminhos e as sementeiras. Os canteiros devem ter no máximo 1 metro de largura, para possibilitar a remoção das ervas daninhas entre as verduras e os legumes. Se for fazer canteiros de alface e outras folhosas, deve-se preparar o solo a 20 cm de profundidade.

Mas mesmo quem tem limitações de espaço pode cultivar hortaliças de pequeno porte, além de ervas, na laje de casa ou do prédio onde mora ou mesmo na sacada do apartamento. Nesses casos, a saída é usar jardineiras e vasos. “A maioria dos legumes e verduras, assim como as árvores frutíferas, precisam estar em um local onde recebam, no mínimo, seis horas de sol por dia”, avisa o engenheiro agrônomo. Em casas menores, uma excelente opção é usar a própria cozinha para abrigar a horta e aproveitar o parapeito da janela para acomodar os vasinhos com ervas e temperos. 

"Mais importante que o espaço é o sol. Para termos uma horta de temperos ou hortaliças, precisamos de pelo menos 3 horas de sol pleno por dia”, explica Sabrina Jeha, herborista do viveiro Sabor de Fazenda Ervas e Temperos, em São Paulo.

No tamanho certo
Plantar em jardineiras e vasos dá certo. Para isso, é preciso escolher os recipientes com profundidades adequadas: “Um vaso ou jardineira tem que ter, no mínimo, 15 cm de profundidade para receber as plantinhas. Em pequenos vasos (de 17 cm de largura por 15 cm de altura), vão bem ervas aromáticas pequenas como tomilho, orégano, cebolinha, cebolinha francesa, manjericão, salsinha, manjerona e sálvia”, diz Sabrina. O engenheiro agrônomo Sidnei Harada também recomenda plantar em vasos pequenos alecrim e coentro. Já em vasos mais profundos (com 33cm de largura por 30 cm de altura), dá para plantar hortaliças com frutos como tomates e pepinos.

Nos vasos grandes (com, no mínimo, 50 cm de largura por 50 cm de altura), as árvores frutíferas de pequeno porte, como acerola, pitanga, romã, jabuticabeira e até um loureiro se adaptam muito bem. Em jardineiras médias (com, no mínimo, 44 cm comprimento por 15 cm de altura e 17 cm de largura), você ainda pode plantar hortaliças como rúculas, alfaces variados, azedinhas, escarolas e ervas de diferentes espécies como alecrim, tomilho e sálvia.

Cuidados do dia a dia
“Ter uma horta em casa dá prazer, mas também exige trabalho e cuidados especiais para que as plantas se desenvolvam bem e com saúde”, avisa Sidnei Harada. A rega, em geral, deve ser diária. Mas, na dúvida, também vale encostar o dedo na terra. Se ainda estiver muito úmido, é sinal de que você pode esperar um pouco mais.

Além disso, é interessante adubar a terra pelo menos uma vez por mês. “O ideal é usar substrato orgânico pronto, encontrado em lojas de jardinagem. Boas opções são o bokashi, o húmus de minhoca ou o composto orgânico”, explica a herborista Sabrina Jeha. Nas hortas caseiras, não é muito comum aparecerem pragas. Mas se tiver problemas com insetos (pulgões e cochonilhas), prefira os defensivos naturais, como extrato de nim, calda de fumo ou chá de sabão de coco.


 

Passo a passo: monte sua horta e economize nas compras de mercado

Pegue um vaso fundo com furo, retalho de bidim, ½ kg de argila expandida, 4 kg de terra adubada e mudas das plantas que desejar

Corte a manta de bidim na medida do fundo do vaso, deixando uma sobra de tecido

Espalhe a argila expandida pelo fundo do vaso

Espalhe a argila expandida pelo fundo do vaso

Com a manta de bidim, cubra toda a argila, de modo que a manta separe bem a argila da terra, para que o sistema de drenagem de água funcione

Coloque a terra adubada em quantidade suficiente para cobrir as raízes das mudas

Coloque a terra adubada em quantidade suficiente para cobrir as raízes das mudas

Enterre as mudas com cuidado, para não quebrar as raízes

Enterre as mudas com cuidado, para não quebrar as raízes

Na hora de plantar a próxima muda, conte dois dedos de distância ou mais entre uma raiz e outra

Na hora de plantar a próxima muda, conte dois dedos de distância ou mais entre uma raiz e outra

Complete o vaso com a terra adubada

Regue a terra até que ela fique bem úmida, não ensopada

Coloque plaquinhas identificando as plantas. É preciso regar a horta todos os dias pela manhã (Crédito: Reinaldo Canato)

Tags: alimentação casa horta sustentabilidade tutorial

Veja mais